domingo, julho 25, 2010

                                             MEMÓRIAS















                  O avesso de mim são as memórias costuradas do lado de dentro da pele.  
                       Maria Alice Estrella










Meu coração ora regozija-se com as lembranças do que fui, de carinhos trocados, de sorrisos ofertados  não como moeda de troca de prazer, alegria, satisfação e felicidade, mas pelo simples fato de que o existir de quem amamos proporciona isto.


Ora as mesmas lembranças me levam às lágrimas, pela consciência de que esses momentos jamais retornarão, só quando os evocar em minha memória.


Sei que a memória jamais é fiel. Cientificamente jamais reeditamos a memória da mesma maneira. Isso confirma a finitude de tudo, não só da vida como das lembranças.


E quando a memória não mais me ajudar a lembrar dos momentos vividos?


Quando meus olhos não conseguirem ver tuas fotos?


Como me aproximarei de ti filho amado?


Se chamo por ti e não me respondes, se vou à tua procura e não te encontro.


Busco dentro de mim uma resposta e não a encontro.

Talvez não esteja sabendo fazer a pergunta certa ou não esteja sabendo interpretar as respostas.


Publicado no site:www.recantodasletras.com.br
Data:2012.01.18













0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home