quinta-feira, novembro 30, 2006

TEMPO EXATO PRA FALAR


De tudo ficam três coisas:
A certeza de estarmos sempre começando
A certeza de que é preciso continuar
E a certeza de que podemos ser
Interrompidos antes de terminarmos.
Fernando Sabino


Há assuntos que não gostamos de pensar nem de falar, pois se referem à coisa ou situações que são temidas. Uma delas é a morte.
Chegou-me via internet um texto sobre isto, escrito por Pedro Bial. Gosto de sua maneira de escrever, de seu senso de humor. É inteligente,sensível,bem situado no cotidiano, entremeando o aspecto subjetivo,com situações práticas.Fala dos apegos,das manias que cultivamos ao longo da vida,algumas vezes até de um modo meio obsessivo,centralizador.Com isto deixamos de aproveitar outras coisas mais prazerosas,mais gratificantes e que nos deixarão mais felizes.
Um outro aspecto chamou-me a atenção, porque atingiu um ponto que venho adiando propositalmente, É quando ele fala que “alguém vai ter que arrumar as tralhas, mexer nas gavetas, apagar as pistas que você deixou a vida inteira.” Esta é uma tarefa muito difícil. Já me furtei de fazê-la uma vez, porém agora tenho que executá-la e estou sem coragem, porque, realmente, as pessoas deixam pistas de como são em cada cômodo de uma casa, em cada tipo de adorno que colocam, em como se organizam. Passa-se a vida querendo que tudo seja feito de uma determinada maneira, pensando que ninguém pode mexer, vasculhar, desarrumar nossas coisas e no entanto, tudo fica, algumas coisas até inacabadas, mostrando que somos pegos de surpresa no meio do caminho, ao invés de vivermos até a” rapa”.( sua colocação é perfeita, porque dá a idéia exata de aproveitar tudo que é possível, até a última possibilidade).Entretanto,parece-me que somos sempre pegos de surpresa, senão os que partem, pelo menos os que ficam, por isto é importante não adiarmos decisões, esperar para fazer algo que queremos só na próxima estação,ou ficarmos indefinidamente esperando que algo aconteça.
Nós é que temos de fazê-las acontecerem, ou, então, mudar o foco de nossa vida.
Podemos nos aborrecer, sofrer quando as coisas não são da maneira que sonhamos, mas os sonhos só se concretizam através de ações concretas, direcionadas, estruturadas e sistematizadas pacientemente. Muitas vezes temos que rever métodos,ou alterar objetivos,isto é, mudar planos.Isto envolve flexibilidade, capacidade de sublimação, de transcendência.
Como nunca sabemos quando podemos ser interrompidos, há duas coisas muito importantes que não podem ser deixadas para depois. Uma é dizer para as pessoas o quanto as amamos , a outra é pedir(ou conceder) perdão.
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2006.11.30
Data:2007.06.24
Publicado no site: http://usinadaspalavras.com
Data:2007.08.09
Publicado no site: http://www.blogger.com/recantodasletras.uol.com.br
Data:2007.08.18
Publicado no site:http://icsvargas.bloguepessoal.com
Data:2008.10.11

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home