quarta-feira, agosto 23, 2006

O QUE FAZ A DIFERENÇA                              


Tenho descoberto coisas em meu dia a dia que são motivos de muita alegria para mim. Primeiro não descartar coisas novas de imediato,dizendo aquele célebre “nunca” e afastando assim qualquer possibilidade de uma tentativa.O novo, geralmente, assusta.O medo de sair de uma situação que dominamos para uma incerta,que não sabemos se seremos bem sucedidos ou não faz com que muitas vezes desistamos de um empreendimento.Boicotamos nossas próprias tentativas,como muitas vezes boicotamos nossa própria felicidade,por puro medo de ser feliz.Pois descobri que enfrentar estes desafios é muito instigante.
Estabelecer novas metas, atingi-las e superá-las é algo que nos revigora.
Conhecer os próprios limites e superá-los com muito esforço e dedicação é uma sensação maravilhosa. Esta sensação de bem estar acaba repercutindo positivamente em tudo à nossa volta. Se estivermos bem, se nos sentirmos felizes, irradiaremos esta felicidade. Repartimos energia positiva .É um processo que se realimenta.
Conseguimos ver as contrariedades com mais flexibilidade, menos intransigência e mais tolerância.
A sabedoria nos leva a compreender que ninguém está livre de dissabores, frustrações, decepções. Podemos é encará-los sob outro prisma e ver sempre o lado bom que existe nas coisas, criar novas perspectivas a partir do aprendizado.
É importante não perder o sentido da vida, mesmo nos momentos de tristeza, mesmo quando tudo parece conturbado, confuso ou ruim. É necessário pensar positivo, pois sempre poderia ser pior.
A vida se faz a cada momento, a cada dia vivido com intensidade de sentimento, com criatividade, inventando novas possibilidades de renovação, transformação, de trocas de crescimento.
São os sentimentos autênticos que dão sentido e razão à nossa vida.Eles nos fazem vibrar, sentir o sopro divino a nos animar e fazer crer que tudo sempre vale a pena.
Os sentimentos devem ser cultivados e aprimorados no prazer do encontro consigo mesmo, com a família, com os amigos.
É importante estar atento ao que nos circunda para percebermos o quanto de belo existe. Só quem está disposto a viver valorizando o que realmente importa, levando em conta a afetividade,os sentimentos, a harmonização pessoal , a harmonização dos ambientes e das relações,despojando-se do excesso de coisas materiais ,consegue levar a vida com menos preocupação,pois o mais importante está relacionado ao ser.
Para perceber a beleza, a magia ,o encantamento e a leveza do vôo e do toque de um beija-flor, não são necessários bens materiais apenas visão e sensibilidade.
É uma atitude, uma predisposição interior para ser: alegre, autêntico, saudável, amigo, companheiro, solidário, generoso, verdadeiro e sobretudo feliz.
São sentimentos e atitudes que têm de ser renovadas no dia a dia,num exercício contínuo de paciência,buscando com isto ser melhor,proporcionar o melhor culminando em harmonia e paz.
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2006.08.23
Publicado no site:http://rabiscos.terra.com.br/
Data:2007.07.21
Publicado no site:http://recantodasletras.uol.com.br/
Data:2007.07.21
Publicado no jornal: http://www.jornal3milenio.com.br
Data: 2007;08.30
Publicado no site: http://www.usinadaspalavras.com/
Data:2007.09.15
Publicado no site:http://www.textolivre.com.br/
Data:2009.05.30
Publicado no site:http://icsvargas.bloguepessoal.com/
Data:2008.05.31
Publicado na Coletânea EldoradoXV, Celeiro de Escritores,2009
Publicado no e-book Pensamentos Dispersos em http://www.celeirodeescritores.org/ na Galeria Literária

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home