sábado, maio 27, 2006

É ISSO AÍ...A VIDA SEMPRE CONTINUA.



Manhã de segunda- feira,chuva,um pouquinho de frio.Para algumas pessoas poderia ser um dia ruim.Entretanto,em meio à correria dos afazeres, do atendimento das tarefas diárias,próximo ao almoço, me pego cantando trechos da música É isso aí,de Ana Carolina,que diz o que citei acima.Na mesma hora, que me percebo cantando,a idéia surge para escrever este artigo.
Confesso que nunca tinha ouvido tal música,até determinado dia.Foi uma surpresa.Desde então, tenho o cd e o escuto sempre que paro, com preferência por esta e mais umas três ou quatro músicas.
Confesso que às vezes tal constatação, que a vida continua, apesar de qualquer coisa que aconteça,queiramos ou não,apesar da tristeza ou alegria,sofrimento ou felicidade,pode parecer algo trágico,pesado como uma sentença.Mas é aí que está a chave de tudo.É aí que está a grande possibilidade, a de mudar,de evoluir, de transformar.
Sempre haverá novas possibilidades,porque a vida continua.
Sei que às vezes,parece que as coisas não vão bem.Que nos atrapalhamos,dizemos coisas que não devíamos ter dito,falamos demais quando devíamos silenciar ou calamos quando devíamos dar uma palavra gentil, de apoio,de agradecimento.
Angustiamos-nos querendo resolver tudo de uma só vez, entendemos mal o que nos dizem e ao invés de pensar, refletir, respondemos abruptamente, literalmente,” metemos os pés pelas mãos.”.
Muitas vezes, podemos achar que determinadas situações não tem solução, que mal-entendidos podem ser definitivos. Entretanto,é nestas horas que temos que mostrar maturidade,sabedoria,equilíbrio.
É importante refletir, dar tempo para nós e para os demais. Pedir desculpas, se erramos,respeitar o modo de ser,de entender,de reagir,de viver de cada um.Normalmente, queremos que as pessoas sejam do modo que desejamos,que nos respondam segundo nossa expectativa,que nos digam coisas que queremos ouvir.Mas ao assim fazer,estamos querendo dominar ou manipular os sentimentos alheios, como tantas vezes criticamos.
É importante que deixemos cada um ser o que é, sentir as coisas ao seu modo. Temos que ter consciência que assim como uma simples frase gentil pode nos deixar muito feliz,nós também podemos deixar os outros felizes.É só ter sensibilidade para perceber quando devemos pronunciá-la ou quando é hora de calar.
Acima de tudo é importante perceber que a felicidade não é meta a ser atingida no futuro, mas sim momentos, situações,sentimentos e pequenas coisas que temos que ter a sensibilidade de perceber ao longo do caminho.Temos que construí-la no agora, com os recursos que temos nas mãos, no coração e na mente.
É necessário seguir com calma, não atropelar pessoas e sentimentos, não querer que tudo se resolva em segundos,na velocidade da era digital,afinal temos tempo,pois a vida sempre continua.
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2006.05.27
Publicado no site:http://rabiscos.terra.com.brData:2007.07.07
Publicado no site:http://recantodasletras.uol.com.br/
Data:2007.07.14
Publicado no site:www.usinadaspalavras.comData:2007.08.19
Publicado no site:http://www.icsvargas.bloguepessoal.com/
Data:2007.11.07
Publicado no site:http://www.textolivre.com.br/
Data:2009.03.01
Publicado no site:http://www.euautor.com.br
Data:2009.08.20

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home