sexta-feira, setembro 16, 2011

VIDA

Recém nascida

Vida frágil

Cercada de amor

Vida

Que se cuida

Para desabrochar

Vida

Que cresce

Que enobrece

Que dá asa aos sonhos

Que voam alto

Sem limites

Sem timidez

Vida

Que poda sonhos

Destrói ilusões

Afasta pessoas

Semeia discórdia

Arranca seres

De nossas entranhas

Semeia morte

Destruição

Vida?

Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2011.09.14
Quarta-feira-página 15
Publicado em
Pensamentos_Dispersos

Data:2011.09.16

Publicado no site:http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3522415
Data:2012.02.27



























































Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home