sexta-feira, agosto 31, 2012

ESBOÇO


Sou um ser em constante mutação
Sou árvore frondosa
Que dá guarida e acolhe
Mas, também sou rio que core
Sem retornar ao ponto de partida.
Já fui festa, barulho, alegria
Hoje sou feita de meu silêncio
Já plantei flores,
Hoje planto minhas dores
Para se transformarem em brotos de esperança
Sinto-me mais sábia
Sendo eterno aprendiz
Sou mais tolerante
Dentro de minha constante inconformidade
Olho mais para a linha do horizonte
Pois é ela que me conduz ao infinito
No passado que permanece dentro de mim
Encontro forças e esperança 
Para seguir em frente
E encontrar no futuro
Os amores que a vida me tirou.
Publicado no 
Data:2012.07.26
Publicado no site:
Data:2012.08.31 
Data:2012.08.31
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2012.11.06-terça-feira-página19

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home