sábado, fevereiro 25, 2012


O VALOR DA AMIZADE NA MATURIDADE

O homem é um ser social. Isto significa que não foi concebido para viver só.
Desde a infância é buscada a socialização do indivíduo. Desta forma ele aprende a se relacionar e interagir de forma saudável e prazerosa para si e para os demais que com ele convivem. O processo de socialização começa na família, posteriormente na escola, e nos demais grupos sociais que ele se insere. É no decorrer deste processo que se estabelecem os laços de amizade, que são de fundamental importância na medida em que propiciam afeto, troca de energia, enriquecimento mútuo. Oportuniza a convivência isto é, “viver com” que se traduz em participação, doação, troca de afetividade, de respeito.
            Poderíamos transcrever inúmeras citações valiosas a cerca da amizade e sua importância na vida de cada um, mas é dentro de si mesmo que cada um percebe o quanto é importante ter alguém em quem confiar com quem pode partilhar todas as angústias, tristezas ou alegrias.
            É na convivência com o outro que se fortalece a visão de si mesmo. É através do outro que nos enxergamos. É um processo de comunicação e empatia profundo baseados na compreensão no carinho e na harmonia.
            Em todas as fases da vida a amizade é importante, porque através deste relacionamento são cultivados e aprimorados a sinceridade, a aceitação, cumplicidade, afinidade, responsabilidade, aconchego, respeito e confiança.
            Num relacionamento enriquecedor cada um tem que aprender a se aprofundar nos sentimentos, valorizando o que é saudável e faz crescer, despindo-se de orgulho, vaidade, competição e inveja.
            Especialmente na maturidade e mais precisamente na terceira idade a amizade tem um importantíssimo papel na manutenção da saúde física e mental, pois ativam áreas do cérebro, liberam substâncias hormonais que favorecem a alegria e o bem estar, diminuem a agressividade, a desconfiança, a tensão, fortalecendo o sentimento de “pertencimento”, na medida em que a pessoa tem com quem compartilhar sua vida, num momento em que o cônjuge e/ou demais membros da família já faleceram, os filhos cresceram e a pessoa se encontra repentinamente só.
            Os amigos passam a suprir nestes casos a ausências de parentes, são como outra família escolhida pelas afinidades, pela convivência, pela presença constante e afável em todos os momentos, pois é com eles que serão divididos os sorrisos, as lágrimas, é com eles que se estabelecerão conversas, auxílio mútuo, afastando aquela que é a maior inimiga das pessoas na velhice, ou seja, a solidão, que isola, entristece, deprime, leva a um sentimento de inutilidade, de desvalia.
            Portanto, a amizade é de inestimável valor e pode significar a própria vida, ou um sentimento maravilhoso de paz e integração, nesta fase, pois é através dela que o indivíduo encontrará suporte emocional, apoio, carinho, parceria, fortalecimento de identidade, elevação de autoestima, reconhecimento que certamente lhe proporcionarão viver mais tempo com mais amor e mais felicidade.

Data:2012.02.25
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2012.07.27-página 04-Sexta-feira
com o título
O VALOR DA AMIZADE
Publicado no blog:
http://icsvargas3.blogspot.com.br/2012/07/o-valor-da-amizade.html
Data:2012.07.27
Publicado no site:
www,icsvargas.blogspot.com
Data:2012.08.31
http://www.caestamosnos.org/Magazines/MAGZ_AGO2012/magazine-AGO-2012-6.htm

Publicado:
http://www.carmovasconcelos-fenix.org/revista/eisFluencias/eisFluencias_outubro_2013_4_25.htm
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2013.10.02/03-sábado /domingo-página 4

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home