quinta-feira, novembro 10, 2011

Loucura de Primavera




É primavera de novo.

Renova-se o ciclo.

Encanta-me o colorido das flores,

O canto dos pássaros.

Sorrio (não pensei que fosse possível).

Cada vez que vejo o colorido da azálea,

Os Ipês começando a floração,

Os gerânios fortes e viçosos.

E os pássaros...

Recebo, diariamente

Solitária visita em meu pátio.

Parece chamar-me com seu canto,

Tão forte que até lhe pergunto:

O que desejas? Porque me chamas?

Queres me dizer algo?

Consegues perceber

O que minha descrença impede?

Qual recado trazes em teu canto?

E assim permaneço

Neste diálogo insano

Sem resposta, sem consolo

Que eu teimosa prossigo

Dizendo ao pássaro visitante:

Até o céu leva ligeiro,

O meu amor e minha saudade

Que a primavera mesmo abençoada

Não consegue abrandar.
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2011.10.10-página 19-quinta-feira

Publicado no site:www.recantodasletras.com.br
Data:2012.01.24

Data:2012.01.24

Publicado no Livro:Poesias Selecionadas -Edição Janeiro de 2012-CBJE
Edição Impressa
Publicado na : Antologias on Line
http://www.camarabrasileira.com/ps12-071.htm
Publicado no site:
http://www.osconfradesdapoesia.com/Confrades47.pdf
Boletim Especial - Páscoa-Primavera

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home