quinta-feira, setembro 16, 2010





Saudade







Meu filho que saudade



Que vontade de te ver



Abraçar, conversar contigo



Segurar na tua mão



-Que eu adoro-



Com teus dedos longos



Sempre ágeis no computador



Tão macias desde a infância



Quando o segurar na minha



Representava segurança



Proteção, aconchego



Como eu queria poder



Carregar- te no colo



E te apertar junto a mim



Para não te perder.



Sorrir com teu sorriso



Responder tuas perguntas



Escutar tuas certezas



Sentir teu cheirinho



Receber teu beijo na chegada



Abanar na saída



E esperar na madrugada.



Receber uma mensagem



Informando onde estavas



Ou enfatizando teu amor



Hoje tudo isso é passado



Lembranças inesquecíveis



Desejos impossíveis



Que me levam às lágrimas



E ao desespero



Por entender



Que já se passaram quatro meses



Que perdi todo esse bem querer



Todo esse tesouro



Que jamais me será devolvido.















0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home