terça-feira, agosto 31, 2010



HABITAT



Em mim fizeste morada,

Ninho de aconchego.

Neste local hoje vazio e inútil

Gestasse teu âmago,

Teu caráter,

Teu jeito de ser.

Neste lugar nasceu também

A semente de teus sonhos

Que com tua doçura lançaste à terra.

Colheste amor, venturas, felicidade.

TE partiram !

ME estraçalharam...

A tua morada, ironicamente, permanece.
Publicado no site:
http://www.varaldobrasil.ch/23201/128701.html
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2011.03.19-sábado-página 15

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home