sábado, setembro 01, 2007



BENEFÍCIOS DA CAMINHADA II               


                                                 Quando escrevi sobre o título acima o fiz baseada em constatações pessoais decorrentes da prática diária.As afirmações obtidas no livro de A. Sharp me pareceram por demais interessantes a ponto de resolver partilha-las.
A autora discorre sobre os efeitos da endorfina no corpo, sendo a responsável pela sensação de paz, de segurança, euforia e tranqüilidade.É a química responsável pela expansão da consciência. É um momento único de introspecção profunda, que dá a possibilidade de mergulhar no tempo, rever acontecimentos, fazendo com que o indivíduo tenha novas percepções e com isto possa repaginar a memória, neutralizando acontecimentos outrora destrutivos, substituindo-os por outros com peso positivo.É uma forma de sempre extrair uma lição positiva de acontecimentos negativos. É um momento de cuidar de si mesmo, de voltar-se para o interior.Outro benefício advindo da liberação de endorfina é que ela atua como um fixador da memória. Segundo a autora se rememorarmos os acontecimentos de nossa vida, salientam-se aqueles que estivemos banhados de endorfina – os muito felizes- ou adrenalina - os muito infelizes.Ela é liberada no organismo após vinte e cinco minutos de qualquer tipo de esforço físico, daí a atividade física ser tão recomendada para combater o estresse. Uma das vantagens da caminhada sobre outras atividades é a flexibilidade de horário, de acordo com o ritmo e o gosto pessoa, além da possibilidade de troca constante de percurso o que afasta a rotinaA caminhada diária por, pelo menos, uma hora é uma grande ferramenta para a pessoa, através da repetição interna, neutralizar padrões de comportamento destrutivo.
O tempo despendido a si mesmo, a atenção, o esforço e a disciplina auxiliam o indivíduo na aquisição de novos padrões de comportamento, que colaborarão para proporcionar mais tranqüilidade, mais felicidade e paz, assumindo responsabilidade sobre sua vida, sobre sua saúde física e emocional que é decorrente das escolhas feitas no presente, visando eliminar focos prejudiciais do passado, não se apegando a eles e construindo um presente mais saudável, cujos frutos se traduzirão num futuro mais pleno.
Publicado no Diário da Manhã- Pelotas-RS
Data:2007.09.01
Data:2009.11.13

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home