segunda-feira, julho 16, 2007

RAIO X SOCIAL                                                                                                                                       


A violência e a insegurança são características da sociedade atual, não só nos grandes centros urbanos como em cidades de porte médio.
Constatam-se episódios de violência gratuita no âmbito familiar, escolar, na comunidade em geral, nas periferias mais empobrecidas e até nas zonas mais distantes como na zona rural.
Verifica-se intolerância, preconceito, discriminação, banalização da violência contra a mulher, crianças e idosos retratados na mídia.
A delinqüência juvenil já atinge camadas de idade muito inferiores às que atingiam antigamente, tanto que se intensificam discussões sobre redução da maioridade penal.
O que fazer para tentar inverter este quadro caótico de destruição da família, desrespeito aos seres humanos, às minorias, de destruição do meio ambiente, da falta de responsabilidade social de alguns segmentos da economia, de ausência de políticas públicas mais eficientes para resolver os problemas de saúde, de erradicação do analfabetismo, do trabalho infantil, de acesso dos jovens ao mercado de trabalho, da garantia de um trabalho digno para todo cidadão, para a valorização e inserção dos idosos na sociedade, para possibilidade de acesso à escola pública por aqueles que estão à margem da educação, tanto jovens quanto adultos? Pois não vejo saída a não ser através da educação, mais precisamente da Educação em Direitos Humanos desde a mais tenra idade, para que se modifiquem mentalidades, se valorize mais o ser humano, independente do seu aspecto físico, da cor de sua pele, da religião que professe, da sua ideologia política, opção sexual ou condição sócio-econômica. É educação para a tolerância e aceitação da diversidade.
Tem que haver, sobretudo, coerência entre a concepção individual e a prática diária, quer no âmbito da família, no ambiente profissional e nas relações sociais. É importante preparar gestores, professores, servidores para que se invista a curto, médio e longo prazo na reversão do quadro de exclusão senão como será o futuro das famílias à margem do consumo, da escola e dos bens materiais mínimos para a garantia de uma sobrevivência digna e não humilhante ou ultrajante como de muitos que convivem com animais na disputa diária por um resto de alimento. Que futuro teremos se não mudarmos totalmente os paradigmas de uma infância e adolescência que convivem em um ambiente que banalizou a violência, a morte, a corrupção, a destruição dos valores morais e éticos, que são sustentáculos de uma sociedade organizada.
É necessário persistir na transmissão, vivência, e incorporação de princípios básicos para o exercício de uma cidadania plena e preservação da liberdade, proporcionando a cada um, desde cedo a livre manifestação de sua opinião, sem que para isto seja necessário violência, confronto e desordens, que podem servir de pretexto para a instauração de meios cerceadores desta liberdade, usados em tempos não muito distantes e que ainda hoje, em algumas situações parecem institucionalizados na medida em que se mascaram situações, distorcem-se fatos, subestimando a inteligência e compreensão do cidadão comum. Comum mas não simplório ou ingênuo.
Esta educação a que me refiro passa pela reafirmação de valores transmitidos inicialmente na família, reforçados na educação formal, na convivência social, além do reconhecimento de sua significativa importância para a valorização do ser humano, aceitação das diversidades e formação integral das futuras gerações que necessitamos seja capaz de restabelecer na sociedade a equidade, a justiça e a paz.
Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data:2007.07.16
Publicado no site: http://www.blogger.com/recantodasletras.uol.com.br
Data:2007.08.01
Publicado no site: http://www.blogger.com/www.olhasoaqui.com
Data:2007.08.05
Publicado no jornal on line:http://www.blogger.com/jornaldedebates.ig.com.br
Data:2007.08.18
Publicado no site:http://icsvargas.bloguepessoal.com/
Data:2008.10.11:
Publicado no site:http//www.brasilescola.com.br
Data:2009.10.10

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home