quinta-feira, março 24, 2011









Por nove meses te carreguei comigo.

Por vinte e três anos caminhamos juntos,

De mãos dadas em elevada sintonia.

Energia concentrada

Impulsionando-te como um foguete

Para o ápice da vitória de teus sonhos

Divididos, repartidos,

Mas que se despedaçaram

Em um instante devastador.

Nove meses se passaram

De um outro parto

De dor sem recompensa

Sem sorriso de felicidade

Sem choro de criança

Mas de face desfigurada

Pela dor algoz da morte

Traiçoeira, sorrateira

Que te levou de mim.

Nove meses de saudade

De ausência corpórea,

Mas alma fungível

Transmutada com a minha,

Num único corpo

No qual estarás sempre presente

Pelas marcas indeléveis

De vida, amor e fraternidade.


http://www.camarabrasileira.com/bpa11-028.htm
Publicado nos dois livros cujas capas estão acima.
Também nas Antologias on line
Selecionada como das melhores do ano
http://www.camarabrasileira.com/bpa11-028.htm
Publicação Especial 2012 da AVSPE


Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home