sexta-feira, setembro 12, 2014

CIRANDA, UM CAFÉ, POR FAVOR

CIRANDA, UM CAFÉ, POR FAVOR...


PARTICIPANTES

1- Cassia Vicente
2-Clara da Costa
3- Ary Franco ( O Poeta Descalço)
4- José Hilton Rosa
5- Maria Olga de Oliveira Lima
6- Ilze Soares
7- Luiza Almeida
8- Fernando Alberto Salinas Couto
9- Maria de Fátima Delfina de Moraes
10- Osmarosman Aedo- 2.000 e Nós
11- Espedito Assis de Souza (Dito)
12- Theca Angel
13- Isabel C S Vargas
14- Rose Arouck
15- António Barroso (Tiago)
16- AugustaBS
17- Marcia Larangeira
18- Mifori
19- Gina Maia
20- Gutemberg Maciel
21- José Ernesto Ferraresso
22- Marinez Stringhetta/Mara poeta
23- Zenaide Giovinazzo
24- Nilza Stringhetta Rossi
25- João Coelho dos Santos
26- Eugénio de Sá
27- Malubarni
28- Sonia Nogueira
29- Rita Rocha
30- Virgilio Roque
31- There Válio
32- Odir Milanez


Um café, por favor...
Cássia Vicente

 Um café...Estado líquido das minhas lembranças...
 O cheiro suave entrando pelas minhas narinas.
 Minhas mãos aquecidas pelo calor da porcelana.
O líquido quente escorrendo pelo meu corpo adentro.
 Lembranças afloram meus sentidos, descomplicam...


Um café, por favor...
Clara da Costa


Um café...recordações despertadas...
Sol a nascer.
O embalo na rede,
Sussurros.
Cheiro de mato nas manhãs orvalhadas...
Lembranças de um tempo que não volta mais.
Futuro que escapuliu das mãos.
Um café...final de cena,
No apagar das luzes.


UM CAFÉ, POR FAVOR!
Ary Franco ( O Poeta Descalço)

Supicou-me ele com a mão estendida.
Venha! Também tomarei um contigo.
Conte-me o que houve com tua vida.
Amigo, estou pagando um castigo.
Saiba que Deus não castiga ninguém.
Levanta a cabeça e volta a ser alguém!
Vou tentar. E lá se foi o pobre coitado.
Chorando, disse-me um muito obrigado.
Impotente, lamentei a sorte daquele irmão.
Deixou-me só, com uma triste recordação!


Um café, por favor...
José Hilton Rosa

andando pela calçada larga em desenhos florais
a brisa sopra meu rosto
sem compromisso com o tempo
recebo o convite da beleza do lugar
procuro um lugar em destaque para uma boa tarde
uma oferta em voz suave e meiga
peço para apreciar, um café por favor


Um café, por favor...
Maria Olga de Oliveira Lima

  Ainda espero por você...
Insisto, na cama permanecer...
Diga-me mais um vez que me ama...
Que me quer...
Só a mim sabe amar...
Sou a mais apaixonada mulher!
E o café, meu amor?? Por Favor!!
O meu café matinal??
O aroma...  O ritual...
Até quando essas recordações
Lindas... dolorosas estarão
A me acompanhar??
O amor que chegou intenso... verdadeiro...
Devassou meus sentimentos
Nada durou... Apenas lembranças deixou...
Agora... só lamento...
Seu Romântico Amor... não me sai do pensamento...


Um café, por favor...
Ilze Soares

Sol rompendo as brumas da noite,
orvalho pingando das flores,
cheiro de mato molhado...
No silêncio da manhã,
outro cheiro se espalha no ar...
O do cafe recem coado,
inigualável, cativante, sedutor.
Um café, por favor...


Um café, por favor...
Luiza Almeida

Um aroma que perfuma.
Um sabor que amarga.

Um café, por-favor.
Sabor que lembra o amargor da vida.
Aroma que desperta o dia.


Um café, por favor...
Fernando Alberto Salinas Couto

Eu confesso que agora
sinto um amargo sabor,
enquanto ela demora.
Me dê um café, por favor


Um café, por favor...
Maria de Fátima Delfina de Moraes

Um café...
Viajo nas lembranças...
Saudades do que fomos.
Vem o contemplativo do que podíamos ser...
O tempo passou, levando minhas tristezas.
Caminho sem pressa, em busca de novo amor !


UM CAFÉ POR FAVOR...
Osmarosman Aedo- 2.000 e Nós

Preto, claro, sempre atraente
Sabor viçoso mergulha na gente
Cumpre a promessa, sono diferente
Escondido na xícara, no copo ou na mente
Bebida que cabe fria ou quente...
Sentado ou em pé, janela de frente
Paisagem que anda e os olhos nem sente
Mas, sempre é seu cheiro quem desperta
O que por agora, é sabor vigente.


UM CAFÉ POR FAVOR...
Espedito Assis de Souza (Dito)

O frio era detalhe
Em meio aquele abraço quente ela pediu
um café por favor ...
Não sei se foi seu cheiro de amor
seu hálito gostoso,quente , seu ardor ...
Só sei que beijei com vigor
seus lábios de fogo e mel .
Fui pro céu!
E o café ?
Ah, o café foi pro beleléu! 


Um café, por favor...
Theca Angel

Um café, por favor, quente, bem quente...
Foi assim que naquele dia tudo teve inicio.
Uma manha iluminada pelo sorriso do atendente
Decretou em minha alma , doce armisticio...
Cada gole foi trazendo os sonhos do passado
E os revivi com o coração descompassado...
Quanto tempo fiquei ali, xícara aquecendo as mãos
Que as apertava, acariciando a vivida paixão!


Um café, por favor...
Isabel C S Vargas

Em meio a tanta correria,
Fluidez dos tempos
Das relações humanas,
Quero beber uma porção
De passado cheiroso
Com saber de carinho
Que me despertava pela manhã.
Abria os olhos sentindo o aroma gostoso
Do café preparado por meu amor,
Para juntos começarmos o dia.
Ah! Como eu desejo mais um café, por favor...


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home