quinta-feira, abril 03, 2014

OS CONFRADES DA POESIA BOLETIM 61



Envelheço

Envelheço
Quando perco a ilusão.
O sorriso de uma criança,
Não me enternece o coração,
A lua não me inspira poemas,
As estrelas não fazem meus olhos brilharem,
Independente de minha idade.

Isabel Silva Vargas - Rio Grande do Sul /B

Página 8

http://www.osconfradesdapoesia.com/Confrades61.pdf


Página 16


MOMENTOS QUE SÃO MEUS...
ORAÇÃO PARA O ANO NOVO
Isabel C S Vargas




É hora de desacelerar. É hora de descansar, olhar as aves do céu, os lírios do campo e agradecer.
Pelo dia que amanhece e renova as esperanças dando-nos a possibilidade de recomeçar novinho em folha em cada alvorecer;
Pelo sol que brilha, nos aquece, nos ilumina e faz a natureza mais bela;
Pela chuva que fertiliza o solo e nos dá alimento, para o corpo e para o espírito, produzindo as flores que servem para alegrar nossos olhos, presentear os que amamos e homenagear os que partiram;
Pelas estrelas que tornam nossas noites tão belas e nos apontam caminhos para seguirmos (ou não), pois sempre teremos a oportunidade de escolha:
Pelo anoitecer que nos faz refletir e compreender que ele é o prenúncio de um novo dia, pois sempre depois da escuridão vem a luz. Cada etapa tem sua importância. É necessário aceitar cada uma delas e o que ela nos proporciona, com sabedoria, serenidade, tolerância, pois tudo faz parte do ciclo da vida, da sua evolução;
Pela família, bem maior de cada um, razão de vida, de amor, sustentáculo emocional, berço de aprendizado constante, de descobertas múltiplas, de grandes gratificações e alguns aborrecimentos (também e porque não já que somos todos humanos, imperfeitos e vulneráveis);
Pelos amigos, anjos que nos acompanham nos dão força, nos seguram, apoiam e são companheiros indispensáveis de jornada;
Pelas tristezas que nos fizeram valorizar a alegria;
Pela alegria, fonte de vitalidade e de renovação;
Pela fé que nos fortalece;
Pelos sonhos que alimentamos e que também nos alimentaram e nos impulsionaram;
Pelos objetivos alcançados ao longo do ano (e foram tantos!) que além de nos fazerem sentir vitoriosos, nos tornaram cientes que para tudo é preciso planejamento, trabalho, determinação, humildade e paciência;
Pelas frustrações que nos ensinaram que temos que nos preparar sempre, que não podemos nos acomodar, pois viver é um constante aprendizado;
Pelas mãos que se estenderam para nós e pelas que não se estenderam, mostrando-nos o que faz a diferença e ensinando-nos o valor da solidariedade, para que aprendamos a não sermos omissos e incorrer nas mesmas faltas;
Pela saúde nossa e dos que amamos;
Pela felicidade que habita em nós;
Pela natureza que temos que cuidar melhor;
Pelos animais que também nos ensinam o valor da fidelidade;
Pela vida, pela inteligência, pela racionalidade;
Por todas as oportunidades que tivemos;
Pelo trabalho.
Para encerrar desejo que todos tenham o encantamento pela vida, muito amor para repartir, fé em Deus, que cultivem a esperança e acreditem nos sonhos.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home