sexta-feira, novembro 29, 2013

MEU TEXTO NA ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS 108



Isabel Cristina Silva Vargas
Pelotas / RS



Sinfonia à liberdade



Orquestra de sons magistrais
Gratuita e diária
Fazem de meu amanhecer
Momento único e abençoado.
Sem ingresso e sem tempo definido,
Ouço os pássaros a cantar
Saudando o dia que amanhece
Recepcionando o sol ou a chuva
Com sabedoria louvando a ambos
Indispensáveis para a sobrevivência.
Alimento-os diariamente.
Livres descem ao solo
Para provar o alimento.
Como recompensa vôos rasantes
Passeios ao solo, alegre cantar,
Colorida revoada.
Sem temor dividem o alimento
E espaço com meus cães.
O gato espreita do telhado em silenciosa visita,
Liberdade total.
Constante ir e vir
Sem medo de aprisionamento.
O amor não permite grilhões.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home