sexta-feira, agosto 09, 2013

Publicação Diário da Manhã

      Ao vento

Sentimentos balançam ao sabor do vento
Que fustiga minha alma.
Lembranças oscilam em minha mente
Alternando riso e lágrima,
Alegrias e tristezas
Mostrando as faces de uma mesma moeda.
 Nada dura para sempre,
Máxima da vida,
Ou será da morte?!
Tão certa e sempre tão inesperada.
Rouba-nos fortuna, amor, tesouros,
A saúde, a esperança, a alegria            
Deixando-nos com a alma
Despida, insegura e frágil.
Sem âncora, sem rumo, sem porto.

Isabel C S Vargas


Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data: 2013.08.09-Sexta-feira-página 15

Publicado no Diário da Manhã- Pelotas-RS
Data:2013.08.22-Quinta-feira- página 15

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home