quinta-feira, abril 18, 2013

MÚTUO AMOR

Viveu sem teto, livremente,

Tal qual andarilho.
Sua índole lhe valeu companhia:
Dois fiéis companheiros.
De infortúnio, diriam alguns,
De viagem, outros mais espiritualizados.
Amigos de todas as horas,
Com quem dividia comida, água,
Local de repouso e guarida.
Inseparáveis, conquistaram amigos humanos
Com coração assim como os seus
Que muitos classificam não humanos.
Que a eles se dedicaram
Com amor imensurável,
Eles, alegres e fielmente retribuíram.
Três amigos inseparáveis.
Até que um deles sucumbiu na estrada,
Atingido pela insensatez humana.
Hoje, choram por ele,
Seus companheiros e, nós,
As famílias que os adotaram
E o acompanharam até seu derradeiro sopro.
Isabel C S Vargas

Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data: 2013.04.17- Quarta-feira-página 15
Publicado no blog:
Data:2013.04.18
Publicado no blog:
http://icsvargas1.blogspot.com.br/2013/04/mutuo-amor.html
Data:2013.04.18
Publicado no blog:
http://icsvargas.blogspot.com.br/2013/04/mutuo-amor.html
Data:2013.04.18
Publicado em:
RECANTO DAS LETRAS
Data: 2013.05.19


0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home