quinta-feira, agosto 12, 2010

APRENDENDO COM MEU FILHO



EXTRAÍDO DA SUA MONOGRAFIA DE CONCLUSÃO DE CURSO


“Our deepest fear is not that we are inadequate.



Our deepest fear is that we are powerful beyond


measure.


It is our light, not our darkness, that most frightens us.


Your playing small does not serve the world. There is


nothing enlightened about shrinking so that other


people won't feel insecure around you.


We are all meant to shine as children do.


It's not just in some of us; it is in everyone.


And as we let our own lights shine, we unconsciously


give other people permission to do the same.


As we are liberated from our own fear, our presence


automatically liberates others.”


Marianne Williamson
 
http://www.ufpel.edu.br/prg/sisbi/bibct/acervo/info/2008/mono_roberto_vargas.pdf
 
 
 
 
 
Nosso medo mais profundo não é que sejamos inadequados.
 
Nosso medo mais profundo é que sejamos poderosos além da medida.
 
 É a nossa luz, não nossa escuridão que mais nos assusta.
 
Nós nos perguntamos: Quem sou eu para ser brilhante, maravilhoso, talentoso e fabuloso?
 
Na verdade, quem é você para não ser?
 
Você é um filho de Deus.
 
Bancar o pequeno não serve ao mundo.
 
 Não há iluminação em se encolher para que outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.
 
Somos todos feitos para brilhar, como fazem as crianças.
 
Nascemos para manifestar a glória de Deus que está dentro de nós.
 
Não é apenas em alguns de nós, está em todos.
 
 E quando deixamos nossa luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo.
 
Quando nos libertamos do nosso medo, nossa presença automaticamente liberta os outros.
 
 
Marianne Williamson, A Return to Love: Reflexões sobre os princípios de "Um Curso em Milagres", 1992
 

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home