sexta-feira, agosto 14, 2009

Isabel Cristina Silva Vargas                 
   
http://www.camarabrasileira.com/entrevista368.htm



Quem sou eu

Sou uma pessoa que desde a infância teve muita relação com livros, por influência materna. Na adolescência o gosto pela leitura se intensificou por influência de professores, em razão do curso escolhido, na época, a Escola Normal, formadora de professores. Foi um período muito produtivo com relação à leitura. Tinha grande admiração por cronistas. Li muito Paulo Mendes Campos, Ruben Braga, Manuel Bandeira, Drummond, Quintana, assim como lia Cecília Meireles, Jean Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Saint-Exúpery, Hemminguay, Morris West, Raquel de Queirós e uma infinidade de autores que preenchiam minhas horas de lazer.

A literatura em minha vida

Em decorrência da escolha profissional posterior (fui fazer a Faculdade de Direito e, posteriormente, trabalhar no serviço, público, na área trabalhista) minha leitura passou a ser muito específica, isto é, no campo do Direito. Com a aposentadoria do trabalho, fui fazer outras coisas que passaram a preencher meu tempo, como participar de grupo de estudo, fazer oficina literária, que me deu coragem para voltar a escrever, pois durante um período havia escrito textos relativos à área de trabalho para jornal local. Passei a escrever crônicas que foram publicadas no jornal local. Hoje são mais de 200 publicadas, que se multiplicaram nos inúmeros sites que foram publicadas, o que me proporcionou muito retorno por parte de leitores.

Relação minha vida / minha obra

Escrevo sobre o cotidiano para melhor entendê-lo e para auxiliar as pessoas com minhas experiências. Leio muito. Cito Martha Medeiros, Mia Couto, Flávio Gikovate, Augusto Cury, Roberto Shinyashiki, Louise Hay, Gabriel Garcia Márquez, Contardo Calligaris, Zigmund Baumann, Mircea Eliade como alguns de meus preferidos. Atrevo-me a escrever algum poema, alguns contos, obtendo classificação em concurso.

A CBJE

Conheci a Câmara Brasileira de Jovens Escritores em minhas buscas na internet. Confesso que foi uma surpresa muito agradável, pelo alto nível de profissionalismo que caracteriza a entidade.

Para quem está começando


Àqueles que estão iniciando, deixo a mensagem de que não se intimidem, perseverem e, sobretudo, leiam muito, pois isto abre caminhos. Há um ano atrás não poderia imaginar que hoje já contaria com tantas publicações em Coletâneas e Antologias , hoje já superando uma dúzia de publicações em entidades sérias como a CBJE, Celeiro de Escritores, Editora Scortecci e Editora Komedi . Termino, citando G.G Marquez como estímulo a todos que estão iniciando, assim como eu.“É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver.”

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home