terça-feira, maio 23, 2006

VAMOS CELEBRAR



Aproximam-se as festas de Natal e Ano Novo. Sempre que chega esta época, somos levados a fazer um balanço de nossas vidas, a ver que objetivos atingimos, o que ficou pendente para o próximo ano.
Tenho o hábito de anotar os meus objetivos, a cada início de ano. No ano passado e agora neste, posso dizer que meus principais objetivos foram atingidos.E, posso garantir que não foi fácil. Foi um aprendizado gratificante, que começou no início de 2004 e que prossegue até hoje.
Tenho reaprendido coisas há muito esquecidas, que não devemos ficar estagnados, inertes.Temos o dever e o direito de evoluir, por nós e por aqueles que nos cercam.Mudando nossos pensamentos, nossa maneira de agir, somos capazes de mudar nossa vida. Não podemos porque atingimos determinada idade deixar de ter sonhos, de viver, de aprender e ficar vivendo através dos sonhos dos outros, porque assim acabamos por ser uma carga muito pesada para os outros e atrapalhando suas vidas.
Os sonhos nos projetam para o futuro e quando transformados em objetivos a serem atingidos, nos levam à realização, pessoal ou profissional.
O caminho não é fácil. Quando decidimos mudar, surgem críticas, falta de apoio, incompreensão. Aí, deixar tudo como está, pode parecer mais fácil, mais cômodo, menos desgastante.Desistir antes de tentar, se entregar ao invés de lutar é se acomodar e isto acaba levando à infelicidade.
Neste período de mudanças , encontrei pessoas maravilhosas, que me estenderam a mão, me estimularam, renovaram minhas forças e sobretudo minha fé, em mim mesma, nas pessoas e em DEUS.
Temos que buscar a força para mudar dentro de nós mesmos, temos que acreditar que somos capazes.
Porque digo tudo isso?
Porque em 10 de janeiro de 2004 dei o primeiro passo para mudar. Procurei auxílio médico para uma enfermidade. Tinha altos índices indicativos de obesidade mórbida, grandes riscos de hipertensão, diabetes e todas as complicações características da enfermidade.Dei tal passo , como quem busca sua última e desesperada chance.
Não acreditava muito. Era uma tentativa.
Embora desejasse e precisasse mudar , o primeiro passo foi perceber que eu tinha que querer isto, realmente, e querendo, lutar por isso, a cada minuto, a cada hora, a cada um dos 365 dias do ano.Fui em busca de uma mudança de comportamento, que implicasse em mudar o resto de minha vida.
Hoje, livre desses índices assustadores, com as metas estabelecidas atingidas, sinto-me vitoriosa, fortalecida, mas ciente, que cada dia é um dia de luta,, mas também de vitória.
Gostaria de passar esta mensagem a todos aqueles que não se animam a lutar, que enfrentaram derrotas,que pensam em desistir por estarem cansados , que acreditam que não vale a pena.
Lutem. Sempre vale a pena. Como diz a música de Elis:
É preciso ter força.
É preciso ter raça.
É preciso ter gana sempre.
...Ter a mania de ter fé na vida.

Publicado no Diário da Manhã-Pelotas-RS
Data: 2005.12.15
Publicado no Diário Popular- Pelotas-RS
Data:2005.12.28
Publicado no site: http://recantodasletras.uol.com.br
Data2007.07.02

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home